11° GAVnt - Ursae Minoris - UM i

11° GAVnt - Ursae Minoris - UM i

Grupo de Aviação de Veículos não Tripulados


    Eu quero ser piloto!

    Compartilhe
    avatar
    Cnshark
    Admin

    Mensagens : 1292
    Data de inscrição : 25/01/2011
    Idade : 43
    Localização : Tubarão

    Eu quero ser piloto!

    Mensagem  Cnshark em Qua Mar 02 2011, 15:15

    Eu quero ser piloto!!

    Eu também almejo este estatus, piloto com credenciais oficiais.
    Temos duas opções, piloto militar e piloto civil.

    Carreira Militar:

    Aeronáutica

    À Nível Médio

    Ingressando na EPCAR

    A Aeronáutica possui uma escola equivalente ao Ensino Médio. É a Escola Preparatória de Cadetes-do-Ar (EPCAR), localizada em Barbacena-MG. Destinado exclusivamente para ao sexo masculino, o curso tem como objetivo principal preparar os futuros Cadetes-Aviadores da AFA. Ao final do terceiro ano na EPCAR, os alunos que tenham concluído o curso com aproveitamento e tenham sido considerados aptos na Inspeção de Saúde, no Exame de Aptidão Psicológica e no Teste de Avaliação do Condicionamento Físico, e, ainda, selecionados dentro do número de vagas oferecidas ao primeiro ano do Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAv)na AFA.
    Restrições: Idade minima de 14 anos com a escola fundamental concluida e a idade máxima de 18 anos
    Saiba dos requisitos básicos e períodos de inscrição:

    http://www.epcar.aer.mil.br/Concurso.php


    Ou
    Academia da Força Aérea (AFA)
    À Nivel Superior



    O(A)s pilotos da Força Aérea Brasileira são formado(a)s na Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga-SP, onde é ministrado o Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAv). O curso é de nível superior, reconhecido pelo Ministério da Educação, sendo o(a) concludente graduado(a) bacharel em Ciências Aeronáuticas, ao concluí-lo. O curso é caracterizado pela prática do voo, sendo que a instrução aérea tem como objetivo selecionar e formar piloto militar. Para participar do exame de seleção ao CFOAv, o(a) candidato(a) deve possuir Ensino Médio completo ou estar concluindo o mesmo, fazer prova escrita de algumas disciplinas (Língua Portuguesa, Língua Inglesa, Matemática e Física), além de submeter-se à Inspeção de Saúde, ao Exame de Aptidão Psicológica e ao Teste de Avaliação do Condicionamento Físico. Se for considerado(a) aprovado(a) em todas essas fases e estiver classificado(a) dentro do número de vagas oferecidas, o(a) candidato(a) será habilitado(a) à matrícula na AFA, na condição de Cadete-Aviador(a). Garotas também podem realizar este curso e serem pilotos da FAB.
    .
    Para informações mais detalhadas:
    http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?page=perguntas



    Marinha

    Ensino Fundamental:
    Colégio Naval

    Exclusivo para o sexo masculino.
    Principais Requisitos: Ser brasileiro nato e ter concluído com aproveitamento o Ensino Fundamental (ou estar cursando o último ano, de forma que o mesmo esteja concluído até a data prevista no edital para a verificação dos documentos exigidos).
    Idade: Ter de 15 a 17 anos de idade.
    Estado Civil: Ser solteiro e não possuir dependentes.
    Provas: Matemática, Estudos Sociais, Ciências, Português e Redação.
    Local do Curso: Colégio Naval, Angra dos Reis/RJ.
    Duração: 3 anos, na condição de aluno interno.
    Situação após o Curso: Ingresso na Escola Naval como Aspirante.


    Ensino Médio:
    Escola Naval

    Exclusivo para o sexo masculino.
    Principais Requisitos: Ser brasileiro nato e ter concluído com aproveitamento o Ensino Médio ou equivalente (ou estar cursando o último ano, de forma que o mesmo esteja concluído até a data prevista no edital para a verificação dos documentos exigidos).
    Idade: Ter de 18 a 22 anos de idade.
    Provas: Matemática, Física, Inglês, Português e Redação.
    Local do curso: Escola Naval, Rio de Janeiro/RJ.
    Duração: 4 anos, em regime de internato, na condição de Aspirante.
    Situação após o Curso: Guarda-Marinha. Após viagem de instrução, será nomeado Oficial no Posto de 2º Tenente nos Corpos da Armada, Intendente e Fuzileiros Navais.

    Site da marinha para perguntas frequentes:
    http://www.mar.mil.br/menu_v/ccsm/perguntas/perguntas_mais_frequentes.htm#not6

    https://www.ensino.mar.mil.br/sitenovo/ingresso.html

    http://www.mar.mil.br/


    Exército

    É necessário ser oficial de carreira nas especialidades de infantaria, cavalaria, artilharia ou comunicações. Para isso, é preciso ser formado na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, no Rio. O curso, de formação superior, tem duração de quatro anos.
    Para ingressar na academia é preciso fazer um curso preparatório na Escola Preparatória de Cadetes do Exército. O curso tem duração de um ano.
    Para entrar na escola é preciso prestar concurso público. É preciso ser do sexo masculino e estar cursando ou ter concluído o segundo ano do ensino médio.

    Seleção para pilotos
    A partir do segundo ano após a formação na academia, o oficial de carreira do Exército pode requerer a inscrição no curso de piloto de helicópteros. A seleção inclui exames físico, médico e psicológico, além de análise curricular. O processo dura de seis meses a um ano.
    O curso de piloto de helicópteros tem duração de um ano no Centro de Instrução de Aviação do Exército, sediado em Taubaté (SP).

    Treinamento
    Após a conclusão do curso, o militar é destinado a uma organização militar da Aviação do Exército, onde permanece por um período de cinco anos.

    Rotina
    Os pilotos do exército têm o objetivo de auxiliar a força terrestre, tornando-a mais rápida, moderna e eficiente nas missões de combate. Além de apoiar a força militar terrestre, a aviação do Exército auxilia a comunidade em ações de cunho cívico-social, em resgates, buscas e salvamento, além do apoio em desastres climáticos e acidentes.

    Site:
    http://www.espcex.ensino.eb.br/

    http://www.exercito.gov.br/web/guest/exercito






    Opinião de Cn:
    A carreira militar é algo muito desafiador, somando as estatísticas do IBGE, há um número considerável por vagas. Portanto uma pré preparação, ou seja, trazer o trabalho de casa pronto, e extender o estudo ajudará bastante nesta opção.
    Já o salário é atraente, por exemplo um oficial da marinha no inicio da carreira fatura 2,8 mil /mês, sem contar os benefíceos, e os descontos.
    Abaixo link para tabela oficial de soldos para conferir salários, mais informações poderão ser encontradas nos sites governamentais.
    Tabela de Salários Oficiais por Soldo - Fonte Gov


    Última edição por Cnshark em Seg Out 10 2011, 19:19, editado 17 vez(es)
    avatar
    Cnshark
    Admin

    Mensagens : 1292
    Data de inscrição : 25/01/2011
    Idade : 43
    Localização : Tubarão

    Aviador Civil

    Mensagem  Cnshark em Qua Mar 02 2011, 17:07

    Piloto Civil

    Para tirar o brevet de piloto civil de aviões.
    O curso de aviador(a) civil é aberto para ambos os sexos,tanto homens como mulheres.


    Esta é uma opção mais fácil e palpável mas necessita também de muito investimento.

    Para ter a experiência basta ir a um aeroclube regional e desfrutar de algumas horas de vôo com o instrutor.
    Particularmente fui agraciado com a proposta de instruir pilotos por uma escola de aviação civil, no qual fiquei muito feliz pelo convite.

    As normas estão descritas no site da ANAC para regulamentação de pilotos e aeronaves.

    Começamos pelas aulas teóricas..

    Você pode estudar em casa e fazer as aulas práticas na Escola de Aviação,
    A prova teórica será avaliada pela ANAC com as devidas taxas pagas em banco.
    Já na prática,também será avaliado pela Anac e pelo seu instrutor, mas lembre-se que economizou o dinheiro das aulas teóricas....Desta maneira você pode investir em mais horas de vôo.
    Para primeira parte do curso você terá vôos visuais em aeroclube, provavelmente com um monomotor, com horas de vôo pagas e contabilizadas em sua carreira. Cerca de R$230,00 por hora de vôo. Preço flutuante conforme aeroclubes regionais.
    Caso bimotor  desembolsa cerca de R$305,00 por hora de vôo.
    Migrando para outra esfera, por exemplo com vôos IFR (Vôos por instrumentos),requer outra prova e mais horas de vôo, logicamente quanto mais sofistiado a aeronave maior será o investimento.

    No patrocínio,como exemplo uma empresa de taxi aereo proprietária dos aviões, investirá em você como piloto o que é uma ótima chance de seguir carreira.

    Tudo está na ANAC, cursos necessários e legislação para se adequar as normas técnicas, desde piloto de balões, piloto de um super jato de linhas aéreas, e até pilotos de Helecópteros.

    http://www.anac.gov.br/

    Tudo aqui....
    Na biblioteca da ANAC...
    http://www.anac.gov....anualCursos.asp

    A concessão da licença de piloto civil de aviões é normatizada pelo Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronática (RBHA) de número 61 (RBHA-61)


    Sobre as regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o aluno deverá passar por 5 fases:

    1. Inspeção de saúde
    2. Curso teórico
    3. Prova de conhecimentos teóricos
    4. Curso prático de vôo
    5. Exame de habilitação de vôo

    A inspeção de saúde é feita em um dos hospitais da Força Aérea Brasileira. O aluno deve levar um encaminhamento da escola de aviação e se submeter a exames médicos para avaliar sua saúde. O aluno passa por exames tais como raio-x do toráx, cardiológico e oftalmológico, entre outros conforme estabelecido no RBHA-67. Se aprovado no exame de saúde, o aluno receberá seu Certificado de Capacidade Física (CCF) de 2ª classe e poderá então fazer o curso teórico.

    Concluída a inspeção de saúde, o aluno deve dirigir-se a uma escola de aviação para fazer o curso teórico que consiste em aulas diárias durante o período de 4 meses. Nesse curso o aluno aprenderá as seguintes disciplinas:

    # Regulamentos de tráfego aéreo
    # Medicina de Aviação
    # Mecânica de aeronaves
    # Meteorologia aeronáutica
    # Navegação aeronáutica
    # Teoria de vôo



    Além de assistir a palestras e debates sobre temas como medicina aeronáutica, segurança de vôo e primeiros socorros. O curso teórico é normatizado pelo RBHA-61, na Subparte-D - Piloto Privado.

    Depois do curso teórico concluído com aprovação, e com o CCF em mãos, o aluno deve então fazer a prova de conhecimentos teóricos, que é aplicada pela ANAC. Nessa prova o aluno será avaliado quanto aos seus conhecimentos teóricos nas cinco disciplinas ministradas no curso teórico. Essa prova é regulamentada pelo RBHA-61, na Subparte-P - Exames de Conhecimentos Teóricos.

    O quarto passo é o curso prático de vôo, no qual o aluno irá aprender a pilotar o avião de instrução da escola de aviação. A instrução de vôo se divide em quatro partes: Pré-solo, aproximações, manobras e viagens.
    * Pré-solo; O aluno vai aprender os princípios básicos do vôo e a pousar o avião; esta fase termina quando o aluno consegue fazer o seu vôo solo, ou seja, conseguir voar sozinho no avião sem a presença de instrutores. A partir de então os próximos vôos passam a alternar um com instrutor, e outor com vôo solo.

    Aproximações; Serão ensinadas aproximações para pouso em diversas condições de entrada no circuito de tráfego do aeródromo.

    Manobras;Serão ensinadas técnicas que vão aperfeiçoar as habilidades básicas de vôo, como 'chandelle' e 'oito cubano'.

    Viagens;Constituem-se de três viagens (duas com instrutor e uma em vôo solo) onde o aluno praticará a navegação visual e a estimada que aprendeu no curso teórico.

    O curso prático de vôo é regulamentado pelo RBHA-61 e tem duração mínima de 35 horas de vôo. Esse número pode se estender devido a qualificações pessoais do próprio aluno, caso ele demore a solar a aeronave.

    Por fim, faz-se o "vôo de cheque", que é o exame de habilitação de vôo. Tal avaliação se constitui de um vôo solo com a presença de um avaliador designado pela ANAC. Caso o aluno seja aprovado, receberá sua carteira de habilitação de piloto de aviões: o Certificado de Habilitação Técnica (CHT), emitido pela ANAC.


    Possibilidades:

    Piloto privado
    Piloto comercial
    Piloto de linhas aéreas
    Habilitação técnica de instrutor de vôo;
    Piloto Agricola;
    Piloto rebocador de Planador;
    Piloto de aeronave Anfibia;
    Piloto Lançador de Pára-quedistas;
    Piloto de ensaios em vôo(especializados em ensaiar aeronaves protótipos antes da autorização para a produção seriada);
    Habilitação de dirigíveis;



    Agradecimentos

    www.Esquadraofaconbrasil.com.br
    Centro de Comunicação Social da Aeronáutica Brasileira
    Centro de Comunicação Social da Marinha Brasileira
    Centro de Comunicação Social do Exército Brasileiro


    Mais sobre aviação Civil no próprio site do Forum na Escola Aviação:
    http://charlienovember.roll.tv/f23-eav

      Data/hora atual: Sex Out 20 2017, 07:38